Mechanized Direct-Seeding of Native Forests in Xingu, Central Brazil

Descrição: 
The Y Ikatu Xingu Campaign brought together indigenous people, farmers, researchers, governmental, and non-governmental organizations seeking riparian forest restoration in the Xingu watershed, in west-central Brazil. Forest restoration is challenging in the region because of scarce nurseries, long distances, and high costs associated with the usual technique of planting nursery-raised seedlings. This article describes mechanized direct seeding and compares it with the planting of seedlings, in terms of cost and tree densities at ages of 0.5 until 5.5 yr after planting. Direct-seeding was mechanized using common agricultural machines designed for sowing cereals or grasses, which were loaded with 200,000 seeds of native trees and 150,000 seeds of annual and sub-perennial legumes, plus 50–150 kg sand ha−1. The Campaign restored more than 900 ha by direct-seeding and 300 ha by planting seedlings. The great demand for native seeds was met by the Xingu Seed Network, formed by Indians, small landholders, and peasants, which commercialized 98 tons of native seeds and earned US$500,000 since 2006. Direct-seeding costs less per hectare than planting seedlings (US$1,845 ha−1 against US$5,106 ha−1), results in higher tree densities (2,500–32,250 trees ha−1 against 1,500–1,650 trees ha−1), is more practical, and creates layers of dense vegetation that better resembles natural forest succession.
Autor(es): 
Eduardo Malta Campos Filho
JOSÉ NICOLA M. N. DA COSTA
OSVALDO L. DE SOUSA
RODRIGO G. P. JUNQUEIRA

Manejo Adaptativo: primeiras experiências na Restauração de Ecossistemas

Com esta questão em mente, pesquisadores de diferentes instituições de pesquisa e ensino, reunidos em um grupo liderado pela Dra. Giselda Durigan, do Instituto Florestal, desenvolveram um amplo projeto de pesquisa intitulado: “Manejar é Preciso: experimentação de técnicas de manejo adaptativo para retificar a trajetória sucessional de ecossistemas em restauração”.

Base de dados de espécies arbustivo-arbóreas como ferramenta de avaliação de projetos de restauração de áreas degradadas

Descrição: 
Monografia de conclusão de curso de Gabriela A. Canosa (Biologia/UFRRJ, 2013). Este trabalho teve como objetivos a elaboração de uma base de dados de espécies lenhosas potenciais para restauração ecológica na Mata Atlântica do Rio de Janeiro, a partir da sistematização de dados secundários sobre três atributos funcionais específicos: i) Capacidade de fixação biológica de nitrogênio atmosférico, ii) Atratividade à fauna silvestre e iii) Oferta de produtos madeireiros e não madeireiros. A base de dados foi usada posteriormente para avaliação das listas de espécies sugeridas para restauração florestal em PRAD encaminhados para análise ao Instituto Estadual do Ambiente (INEA), do Rio de Janeiro. Além das listas de espécies sugeridas nos PRAD, em alguns casos também foram encontradas listas de espécies da flora do entorno e de relatórios de implantação, que foram comparadas às de espécies sugeridas.
Autor(es): 
Gabriela Arruda Canosa

Nursing the caatinga back to health

Descrição: 
O artigo propõe o uso de plantas facilitadoras como uma forma efetiva de restaurar a caatinga brasileira.
Autor(es): 
F. de B.P. Moura
A.C. Mendes Malhado
R.J. Ladle

Nova tecnologia em produção de mudas nativas recipiente degradável Ellepot.

Segue para conhecimento, novo sistema de produção de mudas nativas em recipiente degradável (Ellepot ).

Guia de Identificação: Árvores da Ilha da Marambaia

Vimos divulgar o livro "Árvores da Ilha da Marambaia", um guia ilustrado para identificação de espécies arbóreas da Mata Atlântica.

Páginas

Inscreva-se em REBRE RSS